Parlamentares apostam em informação para combater a pedofilia

Osasco - Foto: Murilo Raggio

A Semana Municipal de Combate à Pedofilia foi lembrada durante a 15ª Sessão Ordinária, realizada na manhã desta terça-feira (24). A vereadora Ana Paula Rossi (PL), autora do projeto que deu origem à Lei nº 4357/09, apresentou uma Moção de Reconhecimento pela passagem da Semana, e ressaltou a importância dos debates em torno do assunto para levar informação à população.

“A única forma de prevenção é através da informação, que é fundamental para levar esclarecimentos para a população. Recebo no gabinete vários casos, várias situações de pessoas que denunciaram apenas quando já eram adultos, porque quando eram crianças não tinham noção do que estava acontecendo com elas”, alerta Ana Paula Rossi, que também reforçou a necessidade do debate permanente contra a pedofilia.

No último dia 20, Ana Paula Rossi participou de um evento contra a pedofilia, realizado na cidade de Cotia. Na ocasião, segundo a parlamentar, foram apresentados indicadores que apontam que menos de 10% dos abusos contra menores são denunciados, e que a cada hora, dois ou 3 casos de abusos contra crianças e adolescentes acontecem no Brasil.

Josias da Juco (PSD) concordou com a colega parlamentar sobre a necessidade de manter um debate permanente para levar mais informações à população. O vereador comentou sobre uma operação deflagrada pela Polícia Civil, recentemente, e que cumpriu 20 mandados de busca e apreensão em oito cidades do Estado de São Paulo.

A Operação Skyfall tem como objetivo desmontar uma rede de pedofilia, formada não apenas pelos abusadores, mas também por consumidores que movimentam a rede.

“Nós precisamos dar mais condições aos conselhos tutelares, como condições físicas, internet, telefone e equipamentos adequados para o atendimento. Esta Casa precisa dar suporte, porque não podemos fazer nada sozinhos. Precisamos de união para combater a pedofilia”, pediu a vereadora Ana Paula Rossi, ao comentar sobre as ações realizadas no Maio Laranja.

Fonte: osasco.sp.leg.br