Mensagens indicam que estagiária de Lewandowski era informante de blogueiro bolsonarista

O blogueiro Allan dos Santos - Roque de Sá - 27/05/2020 - Agência Senado

De acordo com a matéria publicada pela Folha de São Paulo, o blogueiro bolsonarista, investigado pelo STF, Allan dos Santos, tratou uma estagiária do ministro Lewandowski como informante de acordo com mensagens coletadas pela Polícia Federal.
A matéria cita que o material coletado é oriundo de uma quebra de sigilo telefônico e consta no relatório da Diretoria de Investigação e Combate ao Crime Organizado, ao qual a Folha teve acesso.

O blogueiro Allan dos Santos é investigado pelo Supremo em razão de suposta disseminação de notícias falsas (Fake News) e em outra ação, para saber quem é o financiador dessas ações, incluindo sobre atos antedemocráticos.

Segundo a matéria, o documento revela que a estagiária Tatiana Garcia Bressan, que estagiou entre 2017 e 2019, registrou conversas que vão do período de 23 de outubro de 2018 até 31 de março de 2020.
Em um dos diálogos, a estagiária diz ter dificuldades para trabalhar com o ministro, mas que estaria ”lá para aprender”.

Duas horas depois, o blogueiro diz ”Fique como nossa informante lá”. A estagiária então responde: ”Será uma honra. Estou lá kkkk”.

Em seguida, Allan pergunta sobre o que Tatiana mais viu de espantoso no gabinete. A estagiária responde:
”O que vi de mais espantoso é que eles realmente decidem o que querem e como querem. Algumas decisões são modificadas porque alguém importante liga para o ministro”.

A Folha de São Paulo entrou em contato com Tatiana, que afirmou que nunca atuou como informante de Allan. Disse apenas ter ligação com o blogueiro, já que ambos foram alunos do escritor Olavo de Carvalho.
Allan foi procurado, mas não respondeu ao contato da reportagem.

* Com informações do site Folha de São Paulo

Para saber mais informações, acesse: folha.uol.com.br