Regina Duarte pode ser a próxima a desembarcar do Governo Bolsonaro

Carolina Antunes/PR

Nos bastidores, a eterna namoradinha do Brasil, como é popularmente conhecida, ministra Regina Duarte, vem sendo atacada pela base aliada do Governo Bolsonaro.

Segundo fontes, a atuação da ministra tem incomodado assessores que pertencem à primeira gestão da pasta da Cultura, e que agora estariam ajudando no processo de fritura da mesma, alegando ‘desprestígio’.
Segundo interlocutores, o trabalho da ministra já é classificado até mesmo pelo presidente como ‘decepcionante’.

Publicamente, Bolsonaro nega que Regina Duarte seja uma decepção. Sua única critica registrada até agora é em relação ao fato da Ministra não atuar diretamente em Brasilia, e sim pela internet.

Infelizmente a Regina está trabalhando pela internet ali e eu quero que ela esteja mais próxima. Uma excelente pessoa, um bom quadro, é também uma secretaria que era ministério, muita gente de esquerda, pregando ideologia de gênero, essas coisas todas que a sociedade, a massa da população não admite e ela tem dificuldade nesse sentido”, disse o presidente.


Pressionada, a ministra tem recebido críticas públicas também de diversos artistas, que chegaram a participar de uma espécie de campanha nas redes sociais, intitulada ‘Cadê você, Regina Duarte?’

A campanha é uma explícita crítica ao ‘desaparecimento’ da ministra da Cultura desde o início da pandemia do novo Coronavírus. Na visão dos críticos, Regina Duarte não tem dialogado com a classe artística e, tampouco, tem trabalhado em ações que garantam o mínimo de sustento para essa classe que poderá ser a última a retornar com seus trabalhos normalmente.

.