Nota de Esclarecimento do MME

Citação publicada hoje (21) pelo jornal O Globo, sobre possibilidade de racionamento de energia elétrica em 2020, não corresponde a realidade do setor elétrico brasileiro.

Não haverá falta de energia, mesmo que haja crescimento da economia acima de 2,5%. A cada ano, o MME vem contratando um conjunto de empreendimentos de diversas fontes de energia (eólica, solar, biomassa, térmicas e pequenas centrais hidrelétricas  etc), suficientes para atender o crescimento econômico sustentável do País. 

O investidor acredita no mercado brasileiro, tanto que, no último leilão de contratação de geração de energia de 2019 foram cadastrados mais de 100 GW em projetos, que seriam suficientes para atender o crescimento econômico e a demanda do país por energia, pelos próximos 10 a 15 anos.

Adicionalmente, a segurança do suprimento eletroenergético nacional é avaliada continuamente pelo Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico – CMSE, presidido pelo Ministro de Minas e Energia, juntamente com a ANEEL, a ANP, o  ONS, a EPE e a CCEE.

Portanto o MME está preparado para expandir o setor de forma contínua, com confiabilidade e segurança, para garantir o fornecimento de energia à sociedade.

Assessoria de Comunicação Social

Ministério de Minas e Energia