Motoristas de ônibus fazem protesto e fecham terminais de SP contra redução de frota; rodízio é suspenso

Motoristas de ônibus da cidade de São Paulo bloquearam ao menos 24 dos 49 terminais de ônibus na tarde desta quinta-feira (5) em protesto contra a redução da frota com a nova licitação do sistema de transporte coletivo. Eles também reivindicam o pagamento de Participação nos Lucros e Resultados (PLR) e garantia de postos de trabalho.

Por volta das 17h, depois de uma assembleia, os motoristas e cobradores decidiram liberar os terminais e começaram a ligar os ônibus. Às 18h30, todos os terminais estavam liberados (veja lista de terminais bloqueados abaixo).

A Secretaria Municipal de Transportes anunciou a suspensão do rodízio para o final da tarde. Com isso, veículos de finais 7 e 8 poderão transitar no centro expandido entre 17h e 20h. Nesta sexta-feira, o rodízio também deve ser suspenso porque os motoristas anunciaram paralisação.

Na noite desta quinta, o Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região determinou que pelo menos 70% da frota de ônibus que circula na capital paulista

O Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região determinou nesta quinta-feira (5) que pelo menos 70% da frota de ônibus que circula na capital paulista seja mantida nos horários de pico durante a greve anunciada para esta sexta-feira (6) e dias subsequentes, caso a paralisação continue.

Às 18h30, a capital registrou 120 Km de vias congestionadas. Trânsito acima da média para o dia e o horário, que fica entre 66 Km e 102 km, segundo a CET. (veja o mapa da velocidade).

Os manifestantes também protestaram em frente à Prefeitura de São Paulo, no Centro, onde ocorreu uma assembleia. Após reunião com secretário de transportes, o presidente do Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo (Sindmotoristas) anunciou que os terminais devem ser liberados no final da tarde.

Das 6h às 12h, havia 12.966 ônibus nas ruas de São Paulo, mas depois, à tarde, o número caiu para 12.208, ou seja 758 a menos.

Fonte: G1